Logo

Artigos - Visualizando artigo

Como Manter a Motivação em Situações de Crise

Caro empresário,

 

Acredito que uma das alavancas para o sucesso é a motivação e o otimismo, uma pessoa motivada e otimista tem forças para vencer qualquer obstáculo pois tem certeza de  que em breve seus objetivos serão alcançados, e desta forma, contorna qualquer problema. Lembre-se: "enquanto alguns choram, outros vendem lenço". O artigo abaixo fala um pouco sobre o assunto.

 

* Leila Navarro 


Quando a empresa vai bem, os resultados esperados são alcançados e respira-se uma atmosfera de otimismo, tudo colabora para que trabalhemos mais motivados. Mas quando os negócios vão mal, as vendas declinam e um clima de preocupação se instala na empresa, tudo parece empurrar o nosso ânimo ladeira abaixo. 

Encontrar motivação para trabalhar em situações adversas, encarando o baixo-astral de uma fase crítica ou um problema que suga a nossa energia, é vital nesses tempos tão desafiadores que estamos vivendo. E é possível também, ao contrário do que muita gente imagina. Como sempre, tudo depende da maneira como encaramos as situações. O estadista inglês Winston Churchill dizia: "Um otimista vê a oportunidade na calamidade, um pessimista vê a calamidade na oportunidade. " 

Um recurso que costumo usar para encontrar motivação diante de situações difíceis é recuperar a visão de conjunto. Temos a tendência de "empacar" diante do problema, de brigar com ele, e com isso não vemos mais nada. Mas se procurarmos enxergar além do impasse – ou seja, visualizar como estaremos depois que for solucionado –, ele parece menos assustador. O alpinista faz isso o tempo todo. No decorrer da escalada, encontra obstáculos difíceis, mas nunca deixa de olhar para o cume da montanha, que é o seu objetivo. A chegada ao topo é que motiva o alpinista a resolver os problemas que encontra. 

Outra maneira de fazer isso é a seguinte: procure olhar o problema como se estivesse vendo um filme. Na primeira parte do filme, visualize as situações que causaram a crise. Na segunda, reconstitua a crise nos mínimos detalhes, com destaque para a sua atuação: como você está reagindo a tudo isso? Na terceira, visualize um final feliz para a história, na qual o problema está superado. A finalidade desse exercício é fazer você analisar a situação de modo objetivo, ajudá-lo a perceber a melhor maneira de lidar com ela e motivá-la a alcançar o "final feliz". 

Além disso, há outras pequenas atitudes que você pode colocar em prática para tornar o dia-a-dia mais leve enquanto soluciona o problema. Aliás, se você incorporar essas atitudes à sua vida, os problemas vão mesmo é diminuir... 

Ao despertar, tenha pensamentos positivos. As atitudes que temos nos 10 primeiros minutos do dia determinam a qualidade de 80% do restante daquele dia. Diga a si mesmo: "hoje serei feliz". Sintonize sua mente com o otimismo, pois a mente é que cria as experiências que vivemos. 

Comece o dia com uma atividade prazerosa: tomar um bom café da manhã, fazer uma sessão de massagem, dar uma caminhada, enfim, qualquer coisa que faça você se sentir bem. 

Ao chegar no trabalho, cumprimente a todos com bom humor. Compartilhe as boas energias que você está trazendo e verá como pode melhorar o astral das pessoas. O humor facilita o encontro de soluções para os problemas e a superação dos desafios. 

Crie um ambiente de trabalho agradável, pois tudo o que percebemos através dos cinco sentidos influencia o nosso estado de ânimo. Cuide para que o seu espaço seja bem iluminado, tenha a temperatura adequada, seja confortável e, principalmente, bonito. Mantenha sobre a mesa apenas os papéis de que estiver usando. Não há nada mais desmotivante do que uma pilha de documentos para lembrar você de tudo o que está pendente ou encalhado. 

Fragmente a solução dos problemas em etapas e estabeleça as metas a cumprir a cada dia. Seja realista: não queira resolver tudo de uma vez. Comprometa-se com o que é possível, o que é mais importante ou o que é urgente. É melhor terminar o dia com pequenas metas cumpridas do que com grandes metas em aberto. No final do expediente, recapitule todas as tarefas que cumpriu e parabenize-se por isso. Sair do trabalho com a sensação do dever cumprido é reconfortante. 

Motive-se a ser feliz! 


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.